AS LEITURAS BÍBLICAS NA CELEBRAÇÃO DA EUCARISTIA

PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

ÁGUAS, BELA VISTA, CARIRU, CASTELO, VILA IPANEMA - IPATINGA / MG.

O Padroeiro: Sagrado Coração de Jesus

 

 

 

 

A Igreja existe para evangelizar e catequizar, despertando a união e a conscientização dos fieis em vista da construção de Reino de Deus. Todas as suas ações de culto e de promoções sociais objetivam anunciar Jesus ressuscitado agindo na Igreja. A Igreja vive para construir a justiça e a santidade, trabalhando e edificando o Reino de Deus que consiste em se criar uma sociedade fraterna e Santa. Um dos pontos fundamentais da Igreja é a celebração dos Sacramentos especialmente o da Eucaristia.

As celebrações litúrgicas da Igreja têm um planejamento, uma sequência, com o objetivo de despertar nos fieis o gosto pela Palavra de Deus e o compromisso com a ressurreição, a conversão e a vivência dos valores evangélicos. 

As Sagradas Escrituras são lidas em cada uma das celebrações das comunidades cristãs. Não há celebração litúrgica sem a leitura de algum texto bíblico.

O calendário litúrgico da Igreja começa, não em janeiro, mas no final de novembro, com os  quatro domingos do Advento. Tem início no Advento e termina com a festa de Cristo Rei. Para garantir uma sequência e continuidade lógicas, as leituras bíblicas usadas nas celebrações litúrgicas, durante o ano, estão dispostas nesta ordem:

 

1. Celebração da Eucaristia dominical. Em cada missa usam-se quatro textos bíblicos na ordem que se seguem:

a) - Primeira leitura: tirada do Antigo Testamento

b) Segunda leitura: um dos 150 salmos

c) Terceira leitura: um texto tirado do Novo Testamento

d) Quarta leitura: um texto tirado de um dos quatro evangelistas - (Mateus, Marcos, Lucas e João).

Temos durante o ano cerca de cinqüenta domingos. Cinquenta domingos vezes quatro leituras semanais dão um total de duzentas leituras bíblicas lidas nas missas por ano.

Para não se repetir as leituras bíblicas, foram criados os chamados ANO A, ANO B, ANO C. No ano A lê-se o evangelho de Mateus. No ano B lê-se o evangelho de Marcos. No ano C lê-se o evangelho de Lucas.

O evangelho de João é lido nos anos A, B e C.

Há igualmente uma sequência na escolha dessas leituras para se evitarem repetir.

Quem participa das celebrações eucarísticas semanais por três anos terá ouvido no final do triênio seiscentas leituras bíblicas.

 Seja nas missas dominicais ou nas semanais, durante o ano, normalmente não se repetem as leituras bíblicas.

Os dias solenes, especiais e festivos normalmente se lêem as quatro leituras bíblicas como acontece nos domingos.

 

2. As missas semanais são organizadas diferentemente. Nas missas durante a semana são lidas apenas três leituras bíblicas: Foi criado o Ano Par e Ano Ímpar.

A primeira leitura lida na missa semanal é do Antigo ou do Novo Testamento

Leitura do Salmo

A segunda leitura é de um dos quatro Evangelhos.

 

3. São cerca de trezentos os dias da semana por ano. Ano par e ano ímpar somados perfazem seiscentos dias semanais em dois anos. Seiscentos dias vezes três leituras diárias nas missas perfazem o total de seiscentas leituras bíblicas lidas em dois anos.

 

4. Em resumo, quem vai à missa por três anos aos domingos terá escutado seiscentas leituras bíblicas.

Quem vai à missa durante a semana por dois anos terá escutado um mil e oitocentas leituras bíblicas.

A Palavra de Deus ilumina a vida dos cristãos diariamente. Em contato com as diretivas do Evangelho nós vamos aprendendo, aprofundando o sentido bíblico do texto sagrado e vamos vivendo tornando-nos neste mundo discípulos, missionários, sal da terra e luz do mundo.

PE Gildeo – 07 abril 2016