O PROFETA MIQUÉIAS

PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

ÁGUAS, BELA VISTA, CARIRU, CASTELO, VILA IPANEMA - IPATINGA / MG.

O Padroeiro: Sagrado Coração de Jesus

 

 

 

 

Miquéias em hebraico significa “quem como Deus?”.  Ele, de origem rural,viveu no século VIII, em Morasti, a Oeste, a 45 km de Jerusalém, no Reino de Judá, quando a Assíria devastava o povo eleito.

Miquéias denuncia uma situação perversa:a cobiça e as injustiças sociais, onde ele vê a causa principal da ira de Deus (2,8). Após descrever os estragos da guerra, (1,8-16) ele nos conduz à capital onde ele se defronta com os ricos, com os dirigentes políticos e religiosos,condenando-os.

Miquéias, de origem rural, acusa os opressores de roubar casas e campos para se tornarem latifundiários (2,1-2). Condena-os porque roubavam até mulheres e crianças para se apoderarem das terras. Os maridos eram mandados para a guerra para defender Israel dos ataques dos Assírios (2,9), enquanto isso, os ricos tomavam os bens e as terras dos soldados em guerra. Endinheirados, eles dançam ao ritmo das conquistas de seus roubos. Eles falseiam o peso das mercadorias (6,10.12).

 Miquéias acusa os ricos ladrões de terem como alicerce a carne, o sangue e os ossos dos pobres (7,1-4). Eles usam a Bíblia para enganar o povo e provar que Deus está com eles (3,11). Combinam religião com opressão aos pobres.Miquéias denuncia tal perversão como atitude idolátrica(1,5). Por isso, é taxativo: eles, juntamente com a luxuosa capital e o próprio Templo serão destruídos. Miquéias profetiza sobre a invasão dos Babilônios que haverão de destruir o Templo de Jerusalém) – (3,9-12)

Miquéias denuncia os erros dos ricos ladrões e dá esperança para o povo. Anuncia o surgimento do Messias que haveria de nascer na pequena Belém (5,1-3) O Evangelho de Mateus 2,6 relembra esta profecia sobre o nascimento do Messias em Belém de Éfrata.

 

Pe. Geraldo Ildeo Franco – setembro 2016