DOM LELIS LARA * 19/12/1925 --- + 08/12/2016

PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

ÁGUAS, BELA VISTA, CARIRU, CASTELO, VILA IPANEMA - IPATINGA / MG.

O Padroeiro: Sagrado Coração de Jesus

 

 

 

 

“Caritas omnia credit” – I Coríntios 13,7 – Este era o lema da vida de Dom Lara.

O Bispo emérito da Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano, MG, descansou na paz do Senhor Jesus. Ele iria completar 91 janeiros no dia 19 de dezembro próximo. Mas... chegou a sua hora e ele partiu para a eternidade, foi descansar nos braços misericordiosos de Deus Pai, foi gozar das delícias da eternidade juntamente com a Virgem Maria.

O Bispo Dom Lara, LARA para os íntimos, era o homem da misericórdia, dos pobres, dos sofredores, dos sem dinheiro, sem esperança, dos sofredores, das famílias fortes ou despedaçadas. Era presença total nos mais variados momentos dos lares cristãos ou não, católicos, ateus ou evangélicos. Respeitado por todos por sua mansidão, Dom Lara conquistou os corações de toda uma Igreja, muito mais do que uma Diocese.

Os pais de Dom Lara foram Joaquim Lara e Maria José Lara. Nasceu em Divinópolis.

- 02/03/1938: ingressa no seminário redentorista.

- 1945: segue seus estudos de filosofia em Juiz de Fora – Seminário da Floresta.

- 28/01/1951: Recebe a Ordem do Diaconato.

- 02/02/1951: ordenação sacerdotal.

- Foi professor em Congonhas de 1952 a 54 em Congonhas do Campo.

-  1954: é enviado a Roma para estudar e se aperfeiçoar, onde se aprofunda em Espiritualidade, Teologia, Música e Direito Canônico, em que se doutorou com brilhante tese a respeito da formação dos sacerdotes.

- 1959: professor de Teologia e Direito Canônico em Juiz de Fora.

- Pároco em Coronel Fabriciano

- 19/03/1974: Foi nomeado Vigário Episcopal da Região III do Vale do Aço.

- 06/12/1976: Foi nomeado Bispo e para ser o bispo auxiliar da Diocese de Itabira Coronel Fabriciano.

- 02/02/1976: sagração episcopal.

- 2003: com a renúncia de Dom Mário Gurgel, Dom Lara assume o comando da Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano.

- A principal obra realizada por Dom Lara foi a caridade, o acolhimento, a misericórdia, o pai dos pobres e dos desesperados

Foi zeloso estudioso da Teologia, da Bíblia, da Eclesiologia, do Direito Canônico.

Outras obras realizadas por Dom Lara: ele salvou o Unileste que estava para ser fechada. Dom Lara é um dos principais membros da UBEC (União Brasiliense de Educação e Cultura) que mantém vivo entre nós o Unileste.

- FUNCELFA, Cidade dos meninos, Escoteiros, Defesa dos direitos humanos, Mosteiro das Carmelitas, TV UNI.

Depois que renunciou ao cargo de Bispo Titular da Diocese, Dom Lara recolheu-se humildemente ao Convento de seus confrades Redentoristas em Coronel Fabriciano. Tornou-se um padre para atender ainda mais aos doentes, aos pobres, aos hospitais, assistindo aos casamentos e fazendo batizados, aceitando os inúmeros convites para celebrações em muitas paróquias. Mesmo debilitado, não deixou de fazer tantas viagens para conferências, pregação de Retiros, aulas de Direito Canônico. Escreveu inúmeros livros em linguagem popular do Direito Canônico. São celebres os seus “cadernos sobre o Direito Canônico”, dirigidos a um tal Teófilo, um discípulo fictício que lhe pedia explicações sobre temas complicados do Direito Canônico.

Dom Lara há de ficar em nosso Brasil em nossa Igreja, na Diocese, nas Paróquias, nas famílias e em cada coração.

Todos nós herdemos dele a mansidão, o sentido profético cristão, a criatividade incansável, o amor pelos pobres, a misericórdia e o perdão.

Que Dom Lara se encontre agora com seus irmãos, amigos, com sua família, reze por nós e fecunde nossos corações com amor e misericórdia.

Agradecemos a Deus pelos filhos de Santo Afonso, os padres e Irmãos Redentoristas, confrades de Dom Lara que sempre o amaram e o acolheram, cuidaram dele até o seu último segundo de vida.

Agradecemos a Deus pelos dedicados médicos e enfermeiros que cuidaram do Dom Lara com respeito, caridade e competência.

Agora sim, Dom Lara, toque lindas músicas com Ludwig van Beethoven, seu ídolo, para adorar e louvar ainda mais a Santíssima Trindade!

Descanse em paz, Dom Lara!

 

Pe Geraldo Ildeo Franco – 08/12/2016