15/02 Notícias da Igreja Equipe de Animação do Sínodo 2023 pensa ações para motivar o processo da escuta nas Igrejas Particulares do Brasil
Compartilhar

A Equipe de Animação do Sínodo 2023 no Brasil se reuniu na manhã desta segunda-feira, 14, com o objetivo de refletir e encaminhar a seguinte pauta: como cada membro da equipe tem vivido a experiência do Sínodo a partir de seu local de atuação, partilha de materiais que estão sendo usados pelas dioceses na fase da escuta das Igrejas Particulares, levantamento de sugestões sobre o Encontro Continental a serem enviadas para a Secretaria do Sínodo, no Vaticano, e a necessidade de adaptar o hotsite do evento na página da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) incluindo interpretações de materiais na linguagem de Libras. O grupo também refez o cronograma de trabalho em 2022.

Coordenada pelo bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, a reunião buscou, num primeiro momento, fazer uma análise de como está o processo de escuta nas Igrejas Particulares.  O assessor do Setor Educação da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da CNBB, padre Júlio César Resende, destacou a grande repercussão do processo do Sínodo na mídia, escrita e telivisiva, com ênfase para o trabalho que têm feito as TVs Aparecida e Pai Eterno, com inserções semanais da temática.

A leiga, doutoranda em Estudos Literários pela UFJF e membro da Comissão Bíblico Catequética da CNBB, Mariana Venâncio, afirmou ter percebido uma fase inicial de muita empolgação em 2021, com o lançamento do processo e o início da fase da escuta nas dioceses, e um certo esfriamento em razão do fim do ano. Ponto com o qual a  maioria dos membros da equipe concordaram. Ela apontou também para a necessidade de animar as dioceses a, de fato, realizarem um processo sinodal de escuta com a realização de momentos de conversa, diálogos e processos mais participativos.

O secretários executivos do regional Sul 2 da CNBB, padre Valdecir Badzinski, destacou o processo criativo que cada Igreja Particular tem encontrando para realizar o processo de escuta, com a produção de questionários para diferentes públicos e com diferentes estratégias para garantir que a escuta.

Encontros macrorregionais

A Equipe de Animação do Sínodo 2023 no Brasil redefiniu o cronograma de trabalho de 2022, com a previsão de realização de uma rodada de encontro macrorregionais (Norte, Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Leste) com os representantes das comissões diocesanas para troca de experiências e partilhas sobre o processo e também definiu linhas gerais que vão orientar o processo de síntese do relatório que será encaminhado à etapa continental.

A grande  motivação da equipe de animação do Sínodo 2023 no Brasil neste ano, segundo o secretário-geral da CNBB, é prestar um serviço de animação às dioceses para que, de fato, o processo de escuta seja balizado pela metodologia sinodal da participação mais ampla possível dos sujeitos que integram a Igreja no Brasil e não se resuma apenas às respostas aos questionários propostos pela Secretaria Geral do Sínodo. A próxima reunião do grupo foi marcada para o dia 21 de fevereiro, às 9h.

Conheça quem é a equipe:

Sínodo 2023: equipe de animação do Brasil realiza primeiro encontro – CNBB