05/07 Notícias da Igreja Libertados dois sacerdotes sequestrados na Nigéria
Compartilhar

Entre o sábado e a madrugada de segunda-feira, foram sequestrados 4 sacerdotes na Nigéria, incluindo um padre italiano.

A Fundação de direito pontifício Ajuda à Igreja que Sofre informou por meio de um tweet da libertação de dois sacerdotes sequestrados na Nigéria, um deles italiano.

Trata-se do padre Emmanuel Silas, da Diocese de Kafanchan, sequestrado na madrugada de segunda-feira, 4 de julho e do sacerdote italiano Luigi Brena, de 64 anos, sequestrado no domingo em Ogunwenyi, comunidade de Usen, na área do governo local a sudoeste de Ovia, no Estado de Edo. Os outros dois sacerdotes sequestrados no sábado, continuam nas mãos dos sequestradores.

Ao referir-se ao padre Silas, a Ajuda à Igreja que Sofre agradeceu no tweet “a todos pela proximidade”, pedindo para não deixar de “apoiar seus confrades com a oração ainda nas mãos dos sequestradores!”

O sequestro e a libertação do padre Brena, de acordo com a imprensa local, foram confirmados ainda na segunda-feira, 4,  pela vice-oficial de relações públicas do comando da polícia estadual de Edo, Jennifer Iwegbu, segundo a qual três dos supostos sequestradores foram mortos a tiros. Antes do sequestro de padre Brena, homens armados haviam sequestrado outros dois padres nas comunidades de Ehor ao longo da rodovia Benin-Auchi.

Os sacerdotes que ainda estão nas mãos dos sequestradores são o padre Udo Peter, da Igreja de São Patrício, Uromi, e o padre Philemon Oboh do Centro de Retiros São José, Ugboha, na área de governo local do sudeste de Esan (LGA).

Sobre o sequestro de Brena, a policial explicou que os policiais designados para a divisão de Iguobazuwa foram notificados do ocorrido no domingo, por volta das 17h45, dando início à perseguição dos sequestradores.

A porta-voz do comando disse que os suspeitos abriram fogo contra os policiais. Os policiais reagiram, provocando a morte de alguns sequestradores. Outros fugiram “para a floresta com ferimentos à bala, abandonando sua vítima”, disse a porta-voz.

O sacerdote foi imediatamente levado às pressas para o Hospital Universitário Igbinedion, Okada, para tratamento médico. Enquanto isso, policiais continuaram a vasculhar a floresta onde se refugiaram os sequestradores.

Vatican News
Imagem capa: Pixabay